segunda-feira, 27 de julho de 2009

Perfumes - 2





Foi na penteadeira de minha avó paterna, que usava Heure Intime, de Vigny, e Je Reviens, de Worth, que me aventurei pela primeira vez no mundo dos perfumes masculinos.




Em meio a brilhantinas perfumadas e frascos de Lancaster para o pós barba do meu avô, meu perfume favorito de então era um que ele usava, que tinha uma folha. Vou explicar: eu não sei ao certo qual era o perfume, mas meu avô o usava em seu lenço branco (que ele dobrava em forma de cisne para colocar no bolsinho de seu paletó). Era delicioso, um chipre levemente adocicado, e me lembro que o líquido do perfume era meio esverdeado e que tinha, no frasco redondo, uma folha desenhada no rótulo. Recordo que o aroma era muito parecido com o L’instant, de Guerlain. Eu acho que era perfume de Guerlain, mas meu pai, que também o usava em seu lenço, diz que era um Margareth Duncan. Lembro-me do aroma e do frasco, mas não do nome do perfume, nem da grife. Quem souber, me conte!

Um comentário:

diagramareservas disse...

Springtime -Margareth Duncan...

Era um desespero de delicioso...

A ultima vez que senti,tinha meus

onze anos.Uma tia muito chique foi

madrinha de um casamento,qdo ela

passou...Todos q estavam ao redor

sentiram ,aquele cheiro incrivel

e maravilhoso!